O que são Praxynoscópio, Cinemaógrafo e Flip Book? - Os primórdios da animação (parte 2)

Postado em por

Curso de Corel Draw
Olá pessoal. Hoje darei continuidade à série de posts sobre "Os primórdios da animação". Se não leu, recomendo que leia a primeira parte desta série, aonde falo da arte em cavernas, sombras chinesas e do Zoopraxiscópio:
Segue abaixo, uma imagem simulando uma animação simples:

Animação simples
Clique na imagem para ampliá-la

O Praxynoscópio

O praxynoscópio foi criado pelo francês, Émile Reynaud. O invento projetava na tela o que era desenhado em fitas transparentes.
Responsável pelo primeiro desenho animado, utilizava o sistema de 12 imagens e filmes feitos com 500/600 imagens. Foi exibido em Paris, no Musée Grévin, dia dia 28 de outubro de 1892. 

O Cinematógrafo

Léon Bouly criou o cinematógrafo, porém, perdeu sua patente, que foi registrada pelos irmãos Lumière, Auguste Marie Louis Nicholas Lumière e Louis Jean Lumière, e que exibiram ao público uma sessão de cinema, em 28 de dezembro de 1895. A história da animação é muito próxima da história do cinema, ambos evoluíram com a tecnologia.

O Flip Book

No fim do século XIX e início do século XX, era muito popular o flip book, uma espécie de “cinema de bolso”. Este tipo de animação não utiliza máquinas, geralmente seu tamanho é pequeno, tendo o formato de um livreto e cabendo no bolso de uma calça, por exemplo. Em cada página é criado o mesmo desenho, porém, sempre alterando sua posição e ao passarmos as folhas rapidamente, temos a ilusão de movimento.
Veja também:
Continue lendo:
É isso pessoal. Não deixem de comentar, nos seguir no twitter @doublegraphic e curtir nossa página de fãs no facebook "Desenho DG". Até mais.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

 
Parte do conteúdo deste blog está protegido sob a licença: Creative Commons Atribuição-Uso-Não-Comercial 3.0. Licença Creative Commons
Layout por: Vinicius da Silva Martins | Double Graphic 2011 | Tecnologia do Blogger.