Anima Mundi em 2010

Postado em por

Olá pessoal. Como estão?
Havia prometido dar continuidade ao artigo "Aprendendo Corel Draw", darei continuidade a ele, porém, só no próximo post, pois reservei o dia de hoje para falar do Anima Mundi.

O que é o Anima Mundi?

O Anima Mundi é um festival de animação, aonde qualquer um pode mandar a sua, mas, só as que forem selecionadas são exibidas. Acontece no Brasil, nas cidades de São Paulo e no Rio de Janeiro.

Anima Mundi em 2010

Neste ano, 2010, começou no dia 16 julho, no Rio de Janeiro, e foi até o dia 25 do mesmo mês. Depois foi a vez de São Paulo, que começou dia 28/07 e foi até o dia 01/08. A entrada para o evento custava R$ 6,00, na época. Os locais, em São Paulo, foram:
  • Av. Auro Soares de Moura Andrade 664 - Barra Funda
  • Rua Álvares Penteado, 112 - Centro
Para mais informações, acesse o site do evento:
Na sessão Web & Cel, estão disponíveis os vídeos, desta categoria, para que possam ser assistidos.
Um vídeo que eu assisti e gostei muito foi o "Respiro", de Kartika Mediani, segue o link abaixo:
Veja também:
É isso pessoal. Espero que tenham gostado. Não deixem de comentar, nos seguir twitter @doublegraphic e curtir nossa página no facebook "Desenho DG". Até a próxima.

Aprendendo Corel Draw - Parte 2

Postado em por

Olá pessoal. Hoje darei continuidade ao post anterior, falando um pouco mais sobre:

A barra de ferramentas do Corel Draw

Segue abaixo, uma imagem da barra de ferramentas do CorelDRAW 12:

Barra de ferramentas do Corel Draw

A primeira ferramenta que vemos é a ferramenta de seleção, obviamente, utilzada para selecionar os objetos.
Agora irei pular algumas ferramentas, explicarei suas funções mais para frente.

Usando a Ferramenta Retângulo no Corel Draw

Mais abaixo, como pode ser visto na imagem a seguir, temos um menu, para acioná-lo é só clicar e segurar por alguns instantes, com o botão esquerdo, em cima dele. Será mostrada duas ferramentas, a primeira é a "Ferramenta Retângulo" e a segunda é a "Ferramenta Retângulo com 3 pontos".

Ferramenta Retângulo - Corel Draw

Vamos testar a "Ferramenta Retângulo". Clique sobre ela, agora vá para a página, clique com o botão esquerdo do mouse, segure e arraste para baixo. Pronto, está criado o nosso retângulo. 
Veja também:
É isso pessoal. No próximo post ensinarei mais sobre o Corel Draw. Não percam. Não deixem de nos seguir no twitter @doublegraphic e curtir nossa página no facebook "Desenho DG".
Para quem não leu, segue abaixo o link para a primeira parte deste artigo:
Continue lendo:

Avatar (desenho)

Postado em por Rony Dantès * @LORD_RONY

A dica mais importante após escolher o que vamos desenhar é focar nas características mais marcantes.
Segue abaixo, o desenho do Avatar:
Avatar (desenho)
Clique na imagem para amplia-lá

Veja também: 
Não deixem de nos seguir no twitter @doublegraphic e curtir nossa página no facebook "Desenho DG".  

Aprendendo Corel Draw - Parte 1

Postado em por

Olá pessoal, hoje vou lhes dar uma pequena aula de Corel Draw (ou CorelDRAW, como preferir).
A versão do Corel Draw que utilizarei é a 12.0, porém, creio que esta aula possa ser aplicada as demais versões. Então, vamos lá.

A área de trabalho do CorelDRAW

Segue abaixo, uma imagem da área de trabalho do Corel Draw:

Área de trabalho do Corel Draw
Clique na imagem para amplia-lá

Logo no centro, aonde tem um retângulo, será o local que ficará seu desenho, texto, etc. No lado direito temos a nossa paleta de cores, por padrão é a paleta CMYK, mas isto pode ser mundado. Se ainda não conhece os tipos de paletas de cores existentes, recomendo que leia:
À esquerda temos a barra de ferramentas, nela encontram-se ferramentas de desenho, seleção, texto, zoom, sombra, transparência, entre outras, que abordarei em outros posts. Lá no topo, temos a barra de título, que vem seguida da barra de menus, com os menus: "Arquivo", "Editar", "Exibir", "Layout", "Organizar", "Efeitos", "Bitmaps", "Texto", "Ferramentas", "Janela" e "Ajuda".
Abaixo da barra de menus, temos a barra padrão, com opções de: "Salvar", Imprimir", "Exportar", "Níveis de zoom", etc. Na sequência, temos a barra de propriedades, que mostra as propriedades do objeto selecionado. Não havendo nenhum objeto selecionado, é exibido as propriedades do documento.
Veja também:
É isso pessoal, espero que tenham gostado. Comentem o post, logo abaixo. Não deixem de nos seguir no twitter @doublegraphic e curtir nossa página no facebook "Desenho DG".
Continue lendo:

O que é Imagem Vetorial?

Postado em por

Como foi dito no último post, existem imagens bitmaps (já abordada) e as imagens vetoriais, que abordarei hoje.

Mas, o que é uma imagem vetorial, afinal?

As imagens vetoriais são constituídas por vetores. Na matemática, vetor ou vector é um segmento de reta orientado. Ou seja, diferentemente das imagens bitmaps, as vetoriais não são constituídas por pontos (pixels).
Na área da computação gráfica existem diversos softwares para criação de vetores, entre eles, destacam-se: o Corel Draw, o Adobe Illustrator e o Inkscape. Estes são muito utilizados por gráficas, por exemplo, pelo fato de não haver perda de qualidade na imagem ao imprimir um grande banner. Em imagens vetoriais pode-se utilizar texto, curvas, elipses, poligonos, etc.
Em um teste que realizei, foi criado uma imagem no Corel Draw (vetor) e uma no MS Paint (bitmap), ambas com tamanho 30 x 30 pixels; dentro de cada imagem foi criado um circulo de 30 x 30 px também. O resultado foi: quando retiramos a miniatura da imagem gerada pelo Corel Draw ela obtém um tamanho de 2,38 KB (2.438 bytes), enquanto a imagem gerada pelo paint fica com 2,74 KB (2.814 bytes). Porém, obviamente, ao salvá-la no Corel Draw utilizando uma miniatura colorida de 10KB, este valor sobe para 12,4 KB (12.740 bytes).
Abaixo, segue uma imagem criada no Corel Draw 12:

Vetor - desenho feito no Corel Draw
A qualidade está reduzida pois foi compactada em JPEG
Leia também:
Gostaram? Então comentem o post, logo abaixo. Siga-nos no twitter @doublegraphic e curta nossa página no facebook "Desenho DG". Até mais pessoal.

O que é Imagem Bitmap?

Postado em por

Existem as imagens vetoriais e as imagens bitmaps. Hoje falarei sobre as imagens bitmaps.

O que é uma imagem bitmap, afinal?

Bitmap é um tipo de imagem aonde é salvo cada pixel (ponto) do que é feito. Quando damos um zoom para vermos uma imagem, neste formato, em tamanho maior ela fica serrilhada, ou seja, é possível ver cada ponto e a qualidade não é tão boa.
Dois programas muito populares para criação e edição de bitmaps são: o Microsoft Paint e o Gimp. Pelo fato de cada pixel ser salvo sem compressão as imagens assumem um tamanho muito grande. Por este mesmo motivo não se recomenda utilizar bitmaps em sites, pois a página demorará muito tempo para carregar. O formato utilizado para imagens bitmaps é: *.bmp. Também existem os bitmaps compactados em imagens JPEG, GIF, PNG, etc.
Bitmap significa "mapa de bits", sendo também chamado de raster.
Segue abaixo duas imagens criadas no MS Paint, sendo que, a segunda é a mesma da primeira, porém, ampliada:

Menino, imagem bitmap feita no paint
Imagem bitmap 1

Menino, imagem bitmap feita no paint, ampliada e com qualidade reduzida
Imagem bitmap 2


Como pudemos visualizar, a segunda imagem tem a qualidade inferior a da primeira, pelo fato de ter sido ampliada.

Veja também:
Então é isso pessoal, até a próxima. Não deixem de comentar, logo abaixo. Siga-nos no twitter @doublegraphic e curtam nossa página no facebook "Desenho DG".

Anime - Cultura Oriental (parte 2)

Postado em por

Olá pessoal. Hoje irei dar continuidade ao post anterior, sobre cultura oriental, porém, com foco nos animes.

O que são animes, afinal?

Os animes são os desenhos animados provenientes do Japão, que seguem o mesmo estilo de composição dos mangás. Os olhos, geralmente, grandes e traços marcantes distinguem os animes e os mangás dos desenhos ocidentais.
Os animes não seguem um gênero especifico, existe gente que pensa, pelo fato de muitos animes que são exibidos no Brasil serem de luta, que este é um padrão, mas existem animes de ação, terror, humor, drama, conteúdo adulto (também conhecido como hentai), etc. Segue abaixo, um exemplo de anime (Naruto):

Créditos: evangeli0n

Veja também:
É isso pessoal. Até a próxima. Não deixem de nos seguir no twitter @doublegraphic e curtir nossa página no facebook "Desenho DG".
Para quem não leu, segue abaixo o link para a primeira parte deste post:

Mangá - Cultura Oriental (parte 1)

Postado em por

Olá pessoal, como estão? Hoje irei falar sobre as histórias em quadrinhos japonesas, ou melhor dizendo, os mangás.

O que são Mangás?

Não, não estou falando daquela fruta meio alaranjada, e sim de um desenho japonês. O mangá é um desenho de origem japonesa, embora, hoje em dia, com a globalização, muitos outros países também estão criando seus mangás.
Uma curiosadade é o fato dos mangás (ao menos os que seguem a cultura oriental) serem escritos e lidos de trás para frente, da direita para a esquerda. Mesmo assim, você continuará lendo-o de cima para baixo. Os traços dos mangás se diferenciam dos desenhos, tipicamente, ocidentais. Para demonstrar um pouco mais sobre os mangás, segue abaixo um exemplo que está em japonês, lembre-se, leia-o de trás para frente (se souber japonês):

Mangá
Clique na imagem para ampliá-la
Créditos: Katsushika Hokusai (1760-1849)

Muitos mangás acabam virando animes, que são os desenhos animados japoneses.
Veja também:
Espero que tenham gostado, até mais. Não deixem de nos seguir no twitter @doublegraphic e curtir nossa página no facebook "Desenho DG".
Continue lendo:

Flash Mob - Street Art (parte 3)

Postado em por

Olá pessoal. Como estão?
Hoje falarei sobre outro tipo de street art, chamado flash mob.

O que é Flash Mob, afinal?

Flash Mob é uma rápida aglomeração de pessoas. Essas pessoas combinam de se encontrar através da internet ou de outros meios de comunicação.
Flash mob é uma abreviação para "flash mobization", que em português significa algo como rápida mobilização. Antes de acontecer, tudo é combinado, como: o local aonde vão se reunir, o que vão fazer neste local, a data e o horário. O Flash Mob é sempre uma ação inesperada, que não é comum naquele lugar.
Para entender um pouco mais sobre o Flash Mob, abaixo segue algumas imagens:

Cena de Flash Mob (Street Art)
Clique na imagem para ampliar
Créditos: IainBuchanan

Cena de Flash Mob (Street Art)
Clique na imagem para ampliar
Créditos: mattwi1s0n

Para quem ainda não leu, recomendo que leia:
Leia também:
Espero que tenham gostado. Sigam-nos no twitter @doublegraphic e curtam nossa página no facebook "Desenho DG". Até a próxima pessoal.

Intervenção Urbana - Street Art (parte 2)

Postado em por

Como havia dito no post anterior, hoje falarei sobre intervenções.

O que é Intervenção Urbana, afinal?

As intervenções urbanas são um tipo de street art que tem, como principal objetivo, modificar, intervir em algo que já existe.
A intervenção consiste em mudar o significado de algo existente, e assim fazer uma crítica a algo. São vários meios que podem ser usados, como, por exemplo: cenas de teatro, cartazes, graffites, etc. Para que se possa entender melhor o que são as intervenções urbanas, nada melhor do que vê-las pessoalmente, ou pelo menos em fotos. Segue abaixo algumas:

Intervenção Urbana - 1
Clique na imagem para ampliar
Créditos: ASCOM - Prefeitura de Votuporanga

Intervenção Urbana - 2
Clique na imagem para ampliar
Créditos: ASCOM - Prefeitura de Votuporanga

É isso pessoal. Até a próxima.
Continue lendo:
E, para quem não leu a parte 1 deste post, recomendo que leia:
Siga-nos no twitter @doublegraphic e curta nossa página no facebook "Desenho DG". 

Graffiti - Street Art (parte 1)

Postado em por

Olá pessoal, hoje vou mostrar a vocês um pouco de Street Art (Arte de Rua ou Arte Urbana).

O que é Street Art, afinal?

Este tipo de arte, como o próprio nome diz, consiste em se fazer alguma obra artística nas ruas.
Alguns tipos de arte de rua: graffiti, cartazes, intervenções, flash mob, instalações, entre outros.
Agora, vou falar um pouco mais sobre o graffiti.

O que é o Graffiti, afinal?

O graffiti é um tipo de arte que baseia-se na pintura e/ou escrita em paredes. É diferente da pichação, que é considerada como vandalismo. Os artistas utilizam o graffiti como forma de crítica, ou mesmo, para deixar a cidade com um visual mais bonito. Afinal, é muito prazeroso, você estar indo para o seu trabalho, andando pela cidade, ou algo do gênero, e se deparar com obras de arte, de boa qualidade, nos muros das ruas, não é mesmo?
Abaixo, seguem duas imagens de grafitti:

Graffiti - 1
Clique na imagem para ampliar

Graffiti - 2
Clique na imagem para ampliar

Então, é isso pessoal.
Continue lendo:
Veja também:
Não deixem de nos seguir twitter @doublegraphic e curtir nossa página no facebook "Desenho DG".

Xatoo (HQ)

Postado em por

Olá pessoal, já falei sobre o que é uma HQ e tirinhas aqui no blog, quem não leu ou não sabe o que é pode dar uma consultada nos links abaixo:
Hoje preparei para vocês uma história em quadrinhos do "Xatoo", personagem que criei já tem alguns anos. A história foi inteiramente criada no Corel Draw. Espero que gostem, segue abaixo:

Tirinha do Xatoo
Bom, é isso gente, até amanhã. Não deixem de comentar, nos seguir twitter @doublegraphic e curtir nossa página no facebook "Desenho DG".

Preserve o Mundo (desenho)

Postado em por

Olá pessoal, hoje preparei um desenho feito em Corel Draw para conscientizar a população.
Você também pode colaborar com o mundo. Não desperdice água, utilize a coleta seletiva de lixo, seja consciente, não estará ajudando só a ti, mas, ao mundo.
Segue abaixo, a imagem:

Preserve o mundo (desenho)
Clique na imagem para ampliar

Veja também:
É isso pessoal. Espero que tenham entendido o recado. Não deixem de comentar, nos seguir twitter @doublegraphic e curtir nossa página de fãs no facebook "Desenho DG".
Até a próxima postagem.

HQ - História em Quadrinhos - Parte 2 (Balões)

Postado em por

Quando vamos criar uma HQ temos que nos preocupar em qual balão usar para determinada situação, pois, estes usados de forma inadequada podem acabar por modificar a história. Os balões, nas histórias em quadrinhos, indicam situações diferentes. Tais situações podem ser identificadas só de olhar para os mesmos.
Segue abaixo uma lista com os balões mais utilizados e seus significados:

Balões de quadrinhos



Balão de Fala/Diálogo
Balão de Fala/Diálogo (um rabicho)


Balão de fala para mais de um personagem
Mais de um personagem falando/balão coletivo/balão uníssono (mais de um rabicho)



Balão de Pensamento

Balão de Pensamento

Balão de Cochicho
Balão de Cochicho

Balão de Grito
Balão de Grito

Obs.: Rabicho é o nome dado a cauda do balão que, normalmente, aponta para a boca do personagem que está falando.
Além dos balões, temos o recordatório, usado na maioria das vezes para exibir as falas do narrador, mostrando algo que não está visível na cena. Por vezes, este ainda pode ser utilizado com o propósito de mostrar o pensamento dos personagens.

Recordatório em histórias em quadrinhos

Recordatório
Recordatório

Existem também as onomatopeias, que são palavras que imitam sons.
Abaixo, seguem alguns exemplos:

Onomatopeia em quadrinhos

Beijo
Beijo

Comer
Comer

Bater na porta
Bater na Porta/Madeira

Cheirar
Cheirar

Algo que caiu
Algo que caiu

Boom (algo explodindo)
Explosão/algo explodindo

Splash (espirrando água)
Espirrando água

Pow (batendo em alguém)
Batendo em alguém

Crash (batida)
Algo batendo

Imagens criadas no Corel Draw.
Veja também:
Então, é isso pessoal, espero que com esses dois posts tenha dado para entender um poucos mais sobre as HQ's. Não deixem de nos seguir no twitter @doublegraphic e curtir nossa página no facebook "Desenho DG".

HQ - História em Quadrinhos - Parte 1

Postado em por

Para quem não sabe, HQ é a abreviação de história em quadrinhos. Como o nome mesmo já diz, HQ é uma história feita em quadrinhos. Cada quadrinho significa uma cena diferente, podendo ter falas ou não.
Os desenhos, de cada quadrinho, podem expressar os sentimentos dos personagens. As falas, normalmente, são colocadas em balões. Há vários tipos de balões, cada um para situações diferentes, como o de pensamento, o de fala, entre outros, mas neste assunto entrarei em mais detalhes amanhã. As histórias em quadrinhos podem ter varias páginas ou apenas um quadrinho, assim como também, podem ser de humor, romance, ação, etc.
Alguns exemplos, de histórias em quadrinhos, que fazem sucesso no Brasil e no mundo:
  • A Turma da Mônica”, de Mauricio de Sousa;
  • Mafalda”, de Quino;
  • Superman”, de Joe Shuster e Jerry Siegel.
Segue abaixo uma história em quadrinhos:


Bob Charles (HQ)

Clique na imagem para melhor visualização.

Continue lendo:
Veja também:
É isso pessoal. Não deixem de nos seguir no twitter @doublegraphic e curtir nossa página no facebook "Desenho DG".

Stop Motion - Animação, desenho animado e afins (parte 3)

Postado em por

Continuando este artigo, como prometido, vou falar sobre a animação em stop motion.

O que é Stop Motion, afinal?

No stop motion é utilizada uma técnica de animação quadro a quadro. Normalmente são tiradas fotos com os personagens em várias posições diferentes, essas fotos são juntadas no computador, colocando uma em cada quadro e assim criando o vídeo.
O stop motion, muitas vezes, é feito com bonecos de massinha, pelo fato serem maleáveis e assim fica mais fácil de o personagem mudar de posição. Porém, não necessariamente, é preciso usar massinha, podem-se utilizar outros objetos ou até pessoas e animais.
Para quem não sabe, a tradução de “stop motion” é “movimento parado”.
Exemplos de filmes em stop motion: “A Fuga das Galinhas”, “A Noiva Cadáver”, “Wallace & Gromit”, “O Estranho Mundo de Jack”, entre outros.
Abaixo segue um vídeo em Stop Motion – "Recicle suas ideias":


É isso pessoal, espero que tenham gostado. Até amanhã.
Para quem ainda não leu, recomendo que leia a parte um e dois deste artigo:
Veja também:
Não deixem de nos seguir twitter @doublegraphic e curtir nossa página no facebook "Desenho DG". Até mais.

3D - Animação, desenho animado e afins (parte 2)

Postado em por

Continuando o artigo sobre: "Animação, desenho animado e afins", vou falar agora sobre animação 3D.

O que é animação 3D, afinal?

A animação 3D (três dimensões) está cada vez mais realística com a evolução constante da tecnologia. São geralmente criadas no computador, utilizando-se softwares exclusivos de modelagem e animação em 3D.
A criação da animação 3D pode parecer simples, mas é algo muito complexo. Em muitos casos são definidos os personagens, que são modelados em massinha antes de irem para o computador, além de criação de historyboard, dentre muitas outras coisas. Entre os programas de computador, específicos para essa tarefa, mais utilizados, estão: o "3D Studio Max", "Maya", "Blender" etc.
Existem muitos filmes produzidos com esta técnica, por exemplo: "Sherek" e "A Era do Gelo".
O 3D também é utilizado misturando a animação com gravação real. Isto pode ser visto por exemplo, no filme: "Avatar".
Abaixo uma imagem retirada do filme Shrek:

Shrek
Leia a primeira parte do artigo, aonde falo sobre animação 2D:
Veja também:
É isso pessoal. Não deixem de nos seguir twitter @doublegraphic e curtir nossa página no facebook "Desenho DG". Até a próxima pessoal.
Continue lendo:

2D - Animação, desenho animado e afins (parte 1)

Postado em por

Olá pessoal, hoje vou falar sobre animação.
Hoje em dia existem várias técnicas de animação diferentes: animação 2D, animação 3D, Stop Motion, entre outras.

O que é animação 2D?

A animação 2D (duas dimensões) é formada por vários desenhos sequenciais em posições diferentes, que juntos formam o vídeo. Veja também:
Esta técnica pode ser vista em vários desenhos animados, como: "Pernalonga", "Pica-Pau", "Piu-Piu e Franjola" entre outros. Também existem os animes (desenho de origem japonesa) em 2D, como, por exemplo: "Naruto".
Antigamente este tipo de animação era criado usando uma máquina em que se colocavam os desenhos e o vídeo era gerado. Atualmente, é utilizado o computador para tal papel, que facilitou muito a vida do animador. Os programas: "Adobe Flash" e "Toon Boom Animation" são dois dos mais utilizados para produção de animação em 2D.
Abaixo um exemplo de animação 2D simples, feita no Flash:


Veja também:
Então é isso pessoal. Não esqueçam de comentar. Siga-nos no twitter @doublegraphic e curta nossa página no facebook "Desenho DG". Até a próxima.
Continue lendo:

Charge

Postado em por

Olá pessoal. Como estão?
Hoje falarei sobre charges.

O que é uma charge, afinal?

A charge é um tipo de cartoon, porém, faz uma crítica social ou política. Por ser um cartoon, as charges contém o humor a elas empregado. É um modo de o autor falar de algo que ele não gostou na sociedade, um fato recente, que ao mesmo tempo é satirizado.
Charge é uma palavra de origem francesa, que significa carga.
As charges normalmente são exibidas em jornais. Há, também, as charges animadas, que tem o mesmo papel da charge comum e são facilmente encontradas na internet. É uma forma muito criativa de se criticar fatos atuais, e de passar uma espécie de alerta ao leitor.
Abaixo, segue um exemplo de charge:
Charge - Paulo Maluf
Clique na imagem para melhor visualização

Veja também:
É isso pessoal. Não esqueçam de comentar. Siga-nos no twitter @doublegraphic e curtam nossa página no facebook "Desenho DG". Até mais.

Cartoon

Postado em por

Olá pessoal. Hoje vou falar sobre um tipo de desenho: o cartoon.

O que é um cartoon, afinal?

Para quem não sabe, cartoon é uma palavra de origem britânica, no português é chamado de "cartum".
O principal objetivo do cartoon é exprimir os pensamentos do autor de forma humorística. Muitas vezes não é levado em conta o tipo do desenho, não é algo que precisa ser perfeito, mas deve transmitir uma mensagem.


Cartoon

Os cartoons podem ter legendas, balões, serem animados, conter quadrinhos, ou só o desenho em si, porém, com humor embutido nas histórias.

Alguns cartunistas brasileiros

  • Adão Iturrusgarai (1965);
  • Glauco Villas Boas (1957-2010);
  • Mauricio de Sousa (1935), criador da "Turma da Mônica";
  • Henfil (1944-1988).
Um cartunista também muito conhecido no Brasil, embora seja argentino, é o Quino (1932), criador da "Mafalda".
Veja também:
Não esqueçam de comentar. Siga-nos no twitter @doublegraphic e curtam nossa página no facebook "Desenho DG". Até mais.

A arte de desenhar

Postado em por

Faz muito tempo desde que os seres humanos começaram a desenhar. Na Pré-História, quando moravam em cavernas, já se utilizava o desenho, chamado de arte rupestre (feita em rochas, rochedos ou cavernas).

Arte Rupestre

Mas o que é "desenho", afinal?

Se procurarmos em um dicionário vamos ver que é: a representação de formas sobre uma superfície, por meio de linhas, pontos e manchas; a arte e a técnica de representar, com lápis, pincel, etc., um tema real ou imaginário, expressando a forma. Porém, hoje em dia o desenho pode ir muito além disso. Há diversos tipos de desenhos, diversas técnicas utilizadas; podemos desenhar algo real, um fato vivido, ou algo que foge da realidade.

Cachorra (desenho)

Com a computação gráfica também é possível criar um desenho completamente no computador, criar animações ou simplesmente terminar um trabalho que começou à mão.
Veja também:
Bom, é isso pessoal, até meu próximo post. Não deixem de comentar, nos seguir twitter @doublegraphic e curtir nossa página no facebook "Desenho DG".

As Cores na Informática

Postado em por

Na informática temos duas paletas de cores que são as mais utilizadas: RGB e CMYK. Existem outras, mas, serão mostradas hoje.
A paleta RGB é formada por três cores: o vermelho (red), verde (green) e azul (blue), diferentemente das cores primárias que, como foi dito no post anterior, são: o vermelho, o azul e o amarelo.
As cores RGB são muito utilizadas em televisões, monitores, câmeras digitais, entre outros. Ao chegar perto de uma televisão de tubo, por exemplo, é possível visualizar pontos (pixels) nas cores vermelha, verde e azul. A paleta de cores CMYK é formada pelas cores: ciano (cyan), magenta (magenta), amarelo (yellow) e preto (k / black). Essas cores são muito utilizadas em gráficas e podem ser vistas em alguns programas de computador, como, por exemplo, o Corel Draw.
As cores na informática podem ser representadas por valores hexadecimais, muito utilizado na construção de sites. Aonde "#" é fixo e, logo após, vem mais seis unidades. Os valores variam de "0" a "F", sendo ao todo dezesseis valores:
"0", "1", "2", "3", "4", "5", "6", "7", "8", "9", "A", "B", "C", "D", "E", "F".
Abaixo alguns exemplos:
Cores em valor hexadecimal

Veja também:
Não deixem de comentar, nos seguir twitter @doublegraphic e curtir nossa página de fãs no facebook "Desenho DG".

Cores

Postado em por

Hoje é minha primeira postagem aqui no blog e irei falar um pouco sobre cores.
Existem as cores primárias, secundárias e terciárias.
No grupo das cores primárias estão o vermelho, o azul e o amarelo. Quando misturamos estas cores formamos outras, por exemplo:
Ao misturarmos o "amarelo" com o "azul" teremos o "verde"; se misturarmos o "azul" com o "vermelho" teremos o "roxo"; e por fim, ao misturarmos o "amarelo" com o "vermelho" teremos o "laranja.
Círculo de cores
Aí entramos nas cores secundárias, que são: o roxo, o verde e o laranja.
No grupo das cores terciárias estão: o marrom, o salmão, o verde-oliva, entre outras. Elas são formadas pela mistura de cores primárias com cores secundárias.
Também existem a cor preta e a branca, que misturadas formam os tons de cinza. O preto é a ausência de cores, enquanto, o branco é a mistura de todas elas.

Tons de cinza

Veja também:
É isso pessoal. Não deixem de comentar, nos seguir twitter @doublegraphic e curtir nossa página no facebook "Desenho DG". Até mais.
 
Parte do conteúdo deste blog está protegido sob a licença: Creative Commons Atribuição-Uso-Não-Comercial 3.0. Licença Creative Commons
Layout por: Vinicius da Silva Martins | Double Graphic 2011 | Tecnologia do Blogger.